sábado, 14 de julho de 2012

Saudades


 









Não sei dizer
Mas sei escrever
E então vou escrever em verso, em prosa,
o que estou sentindo sem você
Que partiu me deixando nessa imensa saudade
Deixando-me sem vontade de viver

Hoje a saudade veio forte
Então, me peguei perguntando a Deus:
__Deus! Porque temos que aceitar a morte?
De repente senti uma energia gostosa no ar
Senti você chegar, me acarinciar.
Então, meus olhos se encheram de lágrimas.
Senti minhas energias voltando
Fiquei mais forte!

Quero te ver
Quero te ter aqui comigo
Te pedir um aconchego, um abrigo
Para voltar a caminhar
Sua ausência às vezes...
 Me tira a vontade de viver

Tento fugir
Não pensar no destino
Nesta ausência que me causa essa dor imensa
Mas não tem jeito
A saudade vem mais forte
Paro! Não consigo prosseguir!

A dor invade meu peito...
As lágrimas rolam em meu rosto,
de vontade de te ver
Meu Pai! Meu Irmão!
Meus amigos do Peito!

Você que está lendo
Que vive a me criticar
Vai dizer: Ela não pontuou seus pensamentos
E eu aqui vou te dizer:
__ Me deixe viver! Acalentar minhas angústias!
Colocar para fora o que está aqui dentro deste coração!
Temperar a vida do meu jeito!
Afogar minhas mágoas, minhas saudades.
Saiba! Eu não vou mudar o meu jeito de ser!
O meu jeito de ver a vida!
O  meu pensamento!

Nenhum comentário:

Postar um comentário